Av. Alberto Craveiro, 2222 – Castelão – Fortaleza – Ceará
Fones:
(85) 98165.1602 (Vivo)


O Museu Siará em Miniatura consiste em uma exposição, em miniatura, sobre História do Ceará, dando destaque para Fortaleza antiga. São mais de 1.500 peças que caracterizam os principais acontecimentos da história e da cultura do Ceará, com o objetivo de propiciar informações acerca do acervo histórico-cultural, de forma a despertar no educando e na sociedade em geral o senso de preservação da memória histórica e o conseqüente interesse pelo tema.

O Museu Siará em Miniatura leva você a uma viagem ao passado. Não um passado estático, mas um passado que pode estar contribuindo para ampliar a compreensão sobre o nosso presente, sobre a forma como nosso espaço urbano foi se constituindo no decorrer da história e como as relações sociais e a nossa cultura se configuram no nosso cotidiano. ​No Museu Siará da Miniatura podemos fazer esse link, pois teremos em único espaço as principais réplicas de construções históricas do nosso patrimônio material e imaterial que nos permite abordar aspectos importantes da história e da cultura do Ceará. ​

A nossa viagem tem inicio com a maquete do Forte de Schoonemborch, construído em 1649 pelo holandês Matias Beck, onde nosso mediador narrará o processo de ocupação do espaço cearense. Em seguida, faremos uma ponte com o pequeno vilarejo que se forma no entorno do forte, tendo como marco principal a igreja de São José, atual Catedral Metropolitana. A partir dessa narração, os estudantes terão a oportunidade de conhecer a querela entre a Vila de São José do Ribamar – Aquiraz -e Fortaleza. Observando ainda aspectos simbólicos da cultura cearense; tais como: as feiras, os cantadores, os antigos mercados de carne, os hábitos cotidianos e a religiosidade. ​Após essa parada em Aquiraz, nosso percurso histórico nos leva a Redenção, onde enfocaremos a questão da escravidão, enfatizando toda a contribuição da etnia negra na construção da história nacional; bem como os movimentos abolicionistas e as lutas de resistência na liberdade dos cativos. Saindo de Redenção, nosso link é mostrar a zona rural e enfatizar o do momento da produção da cotonicultura e a necessidade de construção processo de desenvolvimento de Fortaleza a partir de ferrovias para viabilizar o transporte do algodão até o Porto de Fortaleza. ​

Com essa contextualização nosso mediador narrará o processo de desenvolvimento e as medidas implementadas pelo governo para disciplinar e modernizar a cidade nos moldes do modelo em voga da época, que era inspirado na França. Daí passando o período a ser chamado pelos historiadores de Fortaleza Bellé Epoqué, com seus modos e costumes de ares de modernidade. Para enfocar esse assunto, os alunos conhecerão várias maquetes que mostram o apogeu dessa época, tais como: Cine Magestic, Cine Moderno, Boulevards, Teatro José de Alencar, Casa Juvenal Galeno, Santa Casa de Misericórdia, belas praças, passeios públicos, belas residências , entre tantas outras edificações. ​

A visita faz uma reflexão sobre belas construções históricas que foram destruídas para dar espaço a especulação imobiliária e a não valorização do patrimônio. Para esse objetivo temos a maquete do Palacete Plácido de Carvalho, uma bela construção (um castelo) que ficava localizado em plena Avenida Santos Dumont que foi destruído para abrigar um supermercado que não chegou a ser concluído.



Videos

Agende uma visita. Solicite nossa programação.
www. ongintervalo.org e-mail: ong.intervalo@yahoo.com.br
Contatos: 85 – 999259233 / 988541855
gógica da escola.


Apoio Cultural :




Parceiros :




Apoios Institucionais :


2012 -2018 ong intervalo. Created by Eticus